Estratégia de SEO da empresa Zaask

Primeiro de tudo quero alertar que esta análise que vou publicar aqui neste artigo sobre como é a estratégia de SEO da empresa Zaask, não tenho nenhuma intenção em denegrir a marca/imagem em causa, não estou a promover nem sequer tenho qualquer ligação à empresa em causa.

O meu objetivo com este artigo em analisar a estratégia de SEO da Zaask é apenas e só partilhar com a nossa comunidade e seguidores uma das várias formas de se trabalhar SEO e de se conseguir resultados.

Pois bem, então vou partilhar com vocês a minha análise SEO desta empresa Portuguesa em fase de crescimento que é a Zaask.

Para quem ainda não conhece esta plataforma web de serviços, recomendo a leitura da página sobre a Zaask.

Zaask

Porquê a Zaask?

Não há motivo nenhum por ter escolhido a Zaask para analisar a estratégia de SEO, acho que foi até por uma coincidência quando certo dia estava a analisar diversos domínios e encontrei vários micro-sites com “links” a apontar para a plataforma Zaask.

Depois de perceber como é que estavam a fazer para terem backlinks de qualidade(duvidosa/não naturais) a apontar para a plataforma deles, fui analisando mais a fundo e fui percebendo que afinal não era coincidência mas sim um trabalho que estava a ser feito por alguém(empresa ou profissional de SEO)!

Até à data ainda não sei quem é o responsável pela gestão do trabalho de SEO que está a ser desenvolvido para ajudar a Zaask a posicionar no Google.

Optimização Interna

Todo o website, parece-me estar bem optimizado. Provavelmente algum ponto aqui ou ali eu talvez o faria de forma diferente;

Ao ficheiro robots.txt juntava mais algumas linhas para alguns crawlers não terem acesso…

Robots Txt Zaask
Ficheiro robots.txt da Zaask

Como podem ver na imagem em cima que corresponde ao ficheiro robots.txt do site da zaask.pt [ https://www.zaask.pt/robots.txt ]está muito incompleto, poderiam e deveriam colocar mais limites e principalmente informar com a URL de um ou mais sitemaps.xml para assim ajudarem o GoogleBot a ir ainda mais rápido às páginas que interessam indexar.

Vejam aqui um bom exemplo de um sitemap.xml bem feito: https://www.apple.com/robots.txt

Desta forma vai ajudar e muito no Crawl Budget.

No entanto o ficheiro sitemap.xml da Zaask[ https://www.zaask.pt/sitemap.xml ] praticamente não tem nenhuma informação para o GoogleBot, o que depois vai acontecer é que o crawler do Google vai andar em páginas que ele bem entender e indexar como ele quiser e provavelmente vai indexar páginas e conteúdos que não interessa nada para o utilizador, para além de não ajudar em nada no Crawl Budget!

Uma vez mais um bom exemplo de um ficheiro sitemap.xml bem elaborado.

sitemap xml zaask
Ficheiro sitemap.xml da Zaask

Na minha opinião esta questão destes 2 ficheiros é muito importante para que o Google indexe aquilo que queremos que ele indexe, o que não interessa não vamos deixar o Google perder tempo com isso!

Conteúdos Internos

Embora o Blog não esteja disponível e visível na página principal do site, ele existe. Está dentro do domínio principal como acho que deve estar para sites que tenham como objetivo aumentar a autoridade online entre muitas outras vantagens… https://www.zaask.pt/blog/

Ver também: O blog é importante dentro ou fora do site principal

Segundo informações retiradas da ferramenta ahrefs.com, o Blog tem 5218 keywords/termos posicionados no Top 100 do Google.pt.

Sim é muita coisa!

No entanto, parece-me que não há um estudo de keywords nem uma estratégia de links internos dentro do Blog. Ou seja, vamos utilizar um exemplo que podemos ver na imagem em baixo;

keywords análise ahrefs

Para 2 termos/keywords que estão posicionados na 1ª página do Google: ” truques de magia” e “como fazer panquecas“, respetivamente na posição 5 e 10 à data deste artigo. Ambas as keywords têm uma boa procura mensal em média pelos utilizadores; 1,100 e 6,400 respetivamente.

Assim, à primeira vista estes 2 termos até podem ser muito bons para se apostar e criar conteúdos porque há muita procura pelos utilizadores e podem trazer bastante tráfego, caso as páginas consigam posicionar-se…

Claro, o objetivo é que as visitas que entram nesses 2 artigos, depois cliquem para os serviços que a Zaask oferece; contratação de mágicos e catering para festas respetivamente.

Mas agora vamos analisar com mais atenção: será que o utilizador que vai para o Google e pesquisa por truques de magia está mesmo interessado em contratar um serviço de mágico ou apenas quer aprender a fazer uns truques de magia?

Será que um utilizador quando está interessado e procura mesmo por serviços de truques de magia não iria pesquisar por contratar mágico? Embora para esta keyword a Zaask já esteja em 1º lugar no Google.

O mesmo acontece com o termo como fazer panquecas

O que eu quero alertar é que, o esforço na criação de artigos para keywords com mais volume de buscas e com mais concorrência será que depois os resultados desse esforço valem a pena? Como fica a taxa de rejeição por exemplo?

Este peso da balança é sempre importante analisar numa estratégia de SEO, não basta posicionar bem só para ir buscar tráfego…

Agora, qual será o objetivo e estratégia com o Blog? Pois não sei… Mas acho que poderiam fazer muito mais e melhor com o Blog, na minha opinião!

No que toca a links internos no Blog para potenciar artigos de forma estratégica, parece-me que não está pensado. Até por aquilo que vi, em grande parte dos artigos apontam para os serviços que a Zaask presta e não para outros artigos.

Poderiam também ser um pouco mais “agressivos” na captação de emails dos visitantes para ir aumentando a base de dados de emails e por seguinte ir trabalhando o email marketing, visto que é um Blog as visitas já toleram um pouco mais e até participam mais no projeto e assim até envolver as visitas como de uma comunidade…

Hum… O que é isto?

Ferramenta: ahrefs.com

Na ferramenta ahrefs.com ao analisar a informação, percebi que há backlinks com textos ancora que apontam para o Blog no mínimo estranhos… Como podem ver em cima na imagem.

Será que são naturais? Estão a ter ataques de SPAM? Ou utilizaram um software que espalha links? Esta questão deixo para os responsáveis analisarem e trabalharem, mas que para mim é algo de estranho e preocupante, lá isso é!

O perigo do Link Building

Se em cima vi que para o Blog existem backlinks com texto ancora estranhos, agora vamos ver como é a estratégia de SEO da Zaask fora do site.

Backlinks ao longo do tempo que apontam para a Zaask. Ferramenta: Majestic.com

Na imagem em cima podemos ver o histórico do crescimento de backlinks que aponta para a Zaask.pt e com um crescimento brutal. Será isto natural?

Vamos analisar esta questão mais a fundo.

Utilizando 3 ferramentas de análise de Backlinks(ahrefs.com | majestic.com | Open Site Explorer – MOZ), em baixo, podemos tirar várias conclusões:

Painel com backlinks recolhidos da ferramenta Majestic.com

Painel com backlinks recolhidos da ferramenta Open Site Exlorer da MOZ

Que tipo de conclusões podemos tirar destes 3 ficheiros?

Ao olhar para estes 3 documentos com backlinks que apontam para a Zaask.pt, na minha opinião acho o seguinte:

  • – Todos ou quase todos os links apontam para a página principal(para o domínio Zaask.pt). Isto é natural? O Google consegue perceber que este tipo de backlinks não foram criados de forma natural… Esta prática é muito perigosa para sofrermos penalizações com novas alterações no algoritmo que o Google vai fazendo ao longo do ano.
  • – O texto ancora dos links também são quase sempre os mesmos, não há variações de palavras, será isto natural?
  •  – Praticamente todos os links são “dofollow“… Será isto natural? Onde está o equilíbrio entre “Do” e No” follow para que o Google não penalize esta estratégia?
  •  – Há uma grande parte dos backlinks criados em sites/blogs com domínios expirados, ou seja, há aqui uma rede privada de blogs/sites onde compraram domínios expirados, instalaram o WordPress e criaram conteúdos pensados apenas para os motores de busca, sem sentido nenhum e com links a apontar para a Zaask. A isto chama-se PBN (Private Blogs Network)…
  • – E muito mais…

O que é uma PBN e qual a estratégia que utilizaram

No exemplo em cima está representada a forma e estratégia utilizada pelos responsáveis de SEO da Zaask na utilização da PBN.

Desta forma é muito arriscado utilizar uma PBN porque não há uma estratégia e lógica para que o Google não “desconfie” que há blogs criados apenas e só para criar backlinks. A criação de PBNs requer muito trabalho, dedicação e principalmente naturalidade aos olhos do Google.

Aqui, apenas preocuparam-se em comprar domínios expirados com alguma autoridade, instalar o wordpress, criar 3/4 artigos sem qualidade nenhuma e colocar links a apontar para a Zaask.

Uma PBN bem estruturada e pensada seria algo deste tipo:

Desta forma, o grande objetivo aqui é passar a força e autoridade em camadas, desde o T3 até chegar ao T1 e só aí no T1 é que será necessário criar blogs/sites com muita qualidade, com conteúdos originais e acima de tudo passar a informação ao Google que esse tipo de sites/blogs são únicos e que não estão pensados apenas para criar backlinks.

Como analisar sites/blogs de PBNs?

O que fiz, foi:

  • – Utilizar 3 ferramentas para me dar a informação dos backlinks que a Zaask tem. Utilizo sempre que possível sempre diversas ferramentas para que assim possa obter dados diferentes de cada uma delas, porque nem todas apresentam as mesmas URLs e sempre em quantidade diferentes, umas mais e outras menos…
  •  – A partir daí é analisar (manualmente) as URLs que estão a enviar backlinks e tentar perceber comportamentos “estranhos”, ou seja sites de temáticas diferentes da Zaask, se são .COM ou .ORG ou outro tipo qualquer de domínios TLd.
  • Tentar perceber também a naturalidade desses sites/blogs e como o link está inserido no texto, se de forma natural ou forçada e também para onde apontam…
  • Ou seja, em resumo: tudo analisado manualmente!

Depois disto vou então explicar como detetei esta rede(PBN):

Em cima no ficheiro: Backlinks-fonte: AHREFS.com : www.zaask.pt-backlinks, podem ver a URL que escolhi à sorte para analisar se era um domínio expirado ou não e se fazia parte de uma PBN…

O site/blog é: multilabor.pt

Vamos lá então…

O domínio multilabor.pt foi registado por alguém da Zaask em 13/04/2015

Estes dados são públicos e podem pesquisar aqui: https://www.whois.com/whois/multilabor.pt e aqui https://www.dominios.pt/dominio/whois

Agora que já sabemos a data de registo do domínio multilabor.pt (2015) vamos analisar no site WayBack Machine o histórico desse mesmo domínio:

Então a conclusão que tiramos daqui é que o domínio foi originalmente criado por volta do ano 2002 e que depois por algum motivo o domínio em 2011 ficou expirado…

Passados alguns anos(2015) alguém da Zaask voltou a registar esse mesmo domínio expirado até aos dias de hoje…

No Wayback Machine, podemos explorar e ver como era o site da Multilabor(ver imagem em baixo) nesses anos, era uma empresa de recursos humanos…

A vantagem deste tipo de estratégia em SEO é que o Google ainda valoriza domínios antigos com autoridade web, ou seja se conseguirmos um backlink vindo de um site já antigo e com autoridade na web, esses backlinks são valiosos e ajudam no posicionamento… Para já..!

Mais ainda…

Agora analisando o site/blog multilabor.pt podemos perceber perfeitamente que foram criados apenas 4 artigos e todos eles visíveis na página inicial provavelmente para conseguirem mais autoridade de página.

No final da página inicial do site multilabor.pt podemos encontrar o texto ancora com o respetivo link.

Ou seja, o objetivo com este site/blog criado em WordPress com um domínio expirado era terem um backlink com o texto ancora exato “canalizador” a apontar para o site da Zaask!

E assim ajudar a posicionar o site da Zaask para essa keyword.

No entanto, o link utilizado no texto ancora aponta para a página principal da Zaask.pt e não para a respetiva categoria que seria de canalizadores…

Outra questão importante; este blog/site multilabor.pt poderia estar muito melhor como T1 e prova disso é o texto que fizeram no menu “Conheça a Maria”… Sem comentários…

Detetei vários sites/blogs só para este efeito, eis aqui as URLs:

Alguns backlinks contidos nestes sites/blogs apontam para o site principal da Zaask, outros já para as respetivas categorias.

Na minha opinião esta estratégia é MUITO arriscada porque não foi pensada e criada de forma estratégica e natural e qualquer dia a Zaask vai cair e muito no ranking do Google, de certeza!

E a saga continua…

A Zaask está a entrar em Espanha(zaask.es) e a estratégia continua… Em baixo podem ver a amarelo URLs de domínios expirados e que fizeram a mesma coisa como em Portugal.

Para já no Google.es esta estratégia está a resultar, mas será enquanto o Google não descobrir. No quadro em baixo podemos ver os dados da SEMrush no que toca ao crescimento orgânico das visitas aosite da Zaask.es

Na minha opinião, fico assustado como podem estar a fazer uma estratégia deste tipo, que requer muito cuidado e que a qualquer momento o Google pode detetar e penalizar… Será um risco calculado?

Penso que não, até porque pela análise que partilhei aqui dá para perceber que há muitas falhas na criação desta estratégia de PBNs

Conclusão final

Esta foi uma análise, feita manualmente e de forma +/- rápida onde em muitos aspetos não aprofundei para não estender ainda mais este artigo.

Uma vez mais, não tenho qualquer ligação à empresa Zaask e estou a fazer esta analise para partilhar com todos, como fazer uma “auditoria” ou análise SEO a websites. Claro que falta aqui muita coisa, mas tentei resumir o melhor possível para que ficasse perceptível para todos(com pouco ou mais conhecimento de SEO).

Na minha opinião, acho que a estratégia de SEO que a Zaask está a implementar é bastante arriscada principalmente no que toca à criação de PBNs pelos motivos que fui mencionando ao longo da análise no artigo.

Funciona? Claro que sim, eu mesmo não tenho nada contra a utilização da criação de PBNs para melhorar rankings e sei que hoje em dia cada vez mais empresas de SEO(principalmente Internacionais) utilizam estas e outras técnicas.

No entanto há aqui muitos pontos críticos que será necessário avaliar para que num futuro próximo não haja penalizações, logo queda nos rankings… Mas isso fica para a equipa que está à frente da implementação SEO.

Espero que com este artigo tenha conseguido explicar como analisar rapidamente uma estratégia SEO que pdoe servir de exemplo para analisarem um concorrente vosso para depois criarem a vossa estratégia e superar a concorrência.

Obrigado por chegar até aqui, é sinal que leu todo o artigo(ou parte dele).

Estratégia de SEO da empresa Zaask
4.6 (92.59%) 27 votes

Mais artigos:

About Author

Miguel Brandão

Desde de 2009 a ajudar websites a conseguirem o melhor posicionamento nos motores de busca com estratégias avançadas de SEO. Fundador do 1º evento de SEO em Portugal[www.seoportugal.org]

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *